Migração de Versão Microsiga Protheus 10

Olá pessoal.

Nota: A migração deve obrigatoriamente ser feita primeiro em ambiente TESTE.

O Primeiro passo é instalar o Protheus 10, não entrarei em detalhe, mais tarde faço um tutorial sobre como instalar o Protheus 10. Após instalação do Protheus 10, faça uma atualização completa da instalação (http://raphaelpilatti.wordpress.com/2009/11/04/atualizacao-completa-protheus-10).

Faça uma cópia da pasta SYSTEM/SIGAADV da versão anterior (seja ela 7.10, 8.11 ou até mesmo 10.1 R1.1/R1.2) e cole dentro da pasta de instalação do Protheus 10 que acabou de ser instalado.

Crie um Banco de Dados TESTE e o atualize com os dados da produção.

1º – Acesse o TotvsSmartClient.exe e preencha as informações conforme figura abaixo:

01

2º – Na próxima tela cliente em avançar.

02

3º – Na tela a seguir informe a senha do Administrador e pressione a tecla TAB.

03

4º – Ao pressionar a tecla TAB o sistema apresentará uma nova janela. Escolha qual migração deseja fazer e pressione OK.

04

5º – Nesta tela marque a opção SIMULAÇÃO. Nesta opção o update irá verificar todos os SX’s e tabelas, porém as tabelas não serão alteradas. Caso encontre algum erro o update irá apresentar um log de erros. Após marcar SIMULAÇÃO clique em avançar.

05

6º – A tela a seguir apresenta as empresas que serão migradas. Estas empresas vêm do arquivo sigamat.emp. Clique em avançar.

06

7º – Na tela a seguir a única opção que deve estar marcada é Log de Critical Error

07

8º – Nesta tela o update apresenta uma listagem das empresas/filiais envolvidas e também das tarefas a serem executadas. Clique em avançar.

08

9º – Após verificação das inconsistências, o update apresentará a tela a seguir com os erros encontrados. TODOS os erros devem ser corrigidos para que o update consiga executar todas as tarefas. Abaixo apresentarei alguns erros comuns e suas soluções. Lembro que podem aparecer outros erros além desses, nesse caso poste comentários que resolvemos as dúvidas.

09

9.1 – O gatilho RBH_HABIL seqüência 005 esta duplicado;
Solução: Acesse o apsdu, abra a tabela (DBF / CTREE) SX7 da empresa em questão e filtre pelo campo apresentado no log. Verifique se o gatilho realmente está duplicado, ou seja, se existe outro EXATAMENTE igual. Caso esteja igual DELETE uma das linhas, se não estiver igual mude a SEQUÊNCIA do gatilho, assim o update não encontrará erro neste gatilho.

9.2 – A chave de índice AKI ordem 1 registro 4359 esta duplicada;
Solução: Acesse o apsdu, abra a tabela (DBF / CTREE) SIX ou SINDEX da empresa em questão e filtre pelo campo apresentado no log. Verifique se o índice realmente está duplicado, ou seja, se existe outro EXATAMENTE igual. Caso esteja igual DELETE uma das linhas, se não estiver igual mude a SEQUÊNCIA do índice, assim o update não encontrará erro neste índice.

9.3 – O tamanho do campo AF8_OBS arquivo AF8010 e diferente do dicionário;
Solução: Acesse o apsdu, abra a tabela SX3 da empresa em questão e compare o tamanho do campo como tamanho do campo no Banco. Caso o tamanho do Campo no SX3 seja maior, copie a tabela para DBF / CTREE e drope-a. Caso o tamanho do campo no Banco seja maior, altere o tamanho do SX3.

9.4 – O campo PJ_NMARCS não existe no arquivo SPJ010;
Solução: Acesse o apsdu, abra a tabela (TOP) da empresa em questão e caso não tenha dados apenas drope-a, se possuir dados copie para DBF / CTREE e depois faça o drop.

9.5 – O campo YN_FILIAL não existe no arquivo SIG010;
Solução: Neste caso a tabela SYN está apontando para o arquivo (tabela banco) SIG010 e por isso não encontra os campos da tabela SYN. Acesse o apsdu, abra o SX2 (DBF / CTREE) da empresa em questão e altere o X2_ARQUIVO para SYN.

9.6 – O campo de usuário RCT_FILIAL existe na versão padrão e será substituído pelo campo da versão;
Solução: Acesse o apsu, abra a tabela SX3 (DBF / CTREE) da empresa em questão a apague o conteúdo do campo X3_PROPRI.

Após correção de todos os erros apresentados no log repita o passo 1. O sistema apresentará uma tela perguntando o que gostaria de fazer, uma vez que o update está sendo executado em modo SIMULAÇÃO. Escolha a opção CONTINUAR, até que o update finalize sem apresentar log de erros.

10

Repita os passos anteriores até que o update não apresente mais erros.

10º – A tela abaixo mostra que o update foi finalizado em modo SIMULAÇÃO. Neste momento escolha a opção REINICIAR.

11

11º – Repita os passos 1, 2, 3 e 4. Na tela a seguir NÃO marque a opção SIMULAÇÃO. Nesta opção o update irá alterar as tabelas do Banco de Dados.

12

12º – Após finalização do processo sem erros o update apresentará a tela a seguir. Clique em Finalizar.

13

13º – Acesse o SIGACFG, com isso o sistema irá refazer os índices dos arquivos customizadores (SX’s) e também será necessário escolher a localização, conforme figura abaixo. O processo deve ser feito para todas as empresas.

14

14º – Ainda no SIGACFG , acesse Base de Dados -> Dicionario -> Stored Procedure

15

15º – Escolha a opção Desinstalar e clique em OK.

16

16º – Marque todas as empresas e clique em OK.

17

17º – Aparecerá a mensagem abaixo.
18

18º – Repita o passo 14 e escolha a opção Instalação

19

19º – Marque novamente as empresas e clique em OK.

17

20º – Aguarde o fim do processo.

20

21º – Como foi necessário retirar algumas tabelas durante a migração, devemos agora retornar essas tabelas para o sistema, porém somente os dados devem ser retornados, pois a estrutura está diferente. Para isso faça o seguinte. Acesse a pasta SYSTEM / SIGAADV e edite um menu de módulo (Ex: SIGAFIN.XNU). Dentro do menu inclua as tabelas que deseja “retornar” ao sistema, ou melhor, recriar para retornar os dados.

As tabelas devem ser adicionadas nas tags:

SA2

Exemplo: Caso queira adicionar a tabela SE1, faça uma cópia da tag acima e altere o nome da tabela.

SE1

Depois de adicionar todas as tabelas que deseja retornar os dados salve o arquivo XNU e acesse o módulo, no qual o menu foi alterado.

22º – Execute o TotvsSmartClient e informe o módulo que o foi alterado.

21

23º – Acesse Consultas -> Cadastros -> Genéricos

22

24º – Escolha a tabela que deseja recriar e retornar os dados e clique em OK.

23

25º – O sistema apresentará a tela abaixo, neste ponto o sistema já criou a tabela com a estrutura correta, porém sem os dados.

24

26º – Acesse o apsdu, e abra a tabela que deseja restornar os dados. Acesse o menu Utilitário -> Append From

25

27º – Escolha o DRIVER (DBF / CTREE) e clique no botão … (3 pontos … (diretório)), para apontar onde está a tabela salva durante a migração e clique em OK.

26

27

O sistema deverá apresentar a mensagem abaixo quando o processo finalizar com sucesso.

28º – Após estes passos somente é necessário que os fontes customizados sejam compilados no novo repositório. Faça isso através do TotvsDevStudio. Neste momento o processo de migração está finalizado, e a partir de agora o sistema deve ser validado.

Espero que o tutorial ajude.
Qualquer dúvida postem aqui que eu respondo.

[]’s

Raphael D. PILATTI

About these ads

18 comentários sobre “Migração de Versão Microsiga Protheus 10

  1. Parabens pelo Tutorial.
    Estou iniciando minha vida Protheus 10. Embora, tenha experiencia no ambiente SAP. Este esta sendo muito novo para mim. Voce teria alguma dia para configuração das telas – tipo mudar a poisção de um campo. incluir um novo relatorio , mudar a formacao do codigo do cliente, para ser incremental
    grata

    • Rita, Boa Tarde!
      Sobre as dicas seguem algumas:
      Mudar posição de campo
      – Acesse o SIGACFG, Base de Dados, Edite o a tabela que deseja alterar, vá em campos e clique na “flecha” apresentada antes do campo, se clicar 2 x o campo mudará de posição.

      Incluir novo relatório
      – Acesse o SIGACFG, Ambiente –> Cadastros –> Menus. Escolha o módulo que deseja adicionar o relatório e clique OK. Selecione a primeira pasta do lado ESQUERDO e clique em ADICIONAR. Adicione o novo item, preencha os dados de título e nome do relatório e clique em GERAR. Informe o nome do módulo que você selecionou o menu (Faturamento – SIGAFAT, Financeiro – SIGAFIN, etc).

      []’s
      Raphael D. PILATTI

  2. Oi muito bom este material, esta de parabéns, a internet esta escaça de material para Microsiga, eu to começando agora nesse mundo e fiquei super feliz de conhecer esse blog, por favor produza mais conteúdo dessa qualidade

    muito obrigado

  3. Olá parábéns pelo conteudo muito bom, adorei, gostaria de saber onde incontro um material, apostila ou algun tutorial, que seja em video ou texto que eu possa aprender um pouco mais sobre o Prometheus 10…

    Agradeço desde já vou divulgar o blog ADOREIIIIIIIIIIIIII

    • Boa Tarde!

      Se você atualizar o RPO antes de rodar a rotina, teoricamente todos os compatibilizadores já foram rodados. Isso é o que a matriz (SP) confirma.

      []’s

      Raphael D. PILATTI

      • Amanda, Boa Tarde!
        Depois de trocar o repositório e atualizá-lo, você deve abrir o utilitário TotvsDEVstudio da pasta smartclient. Acesse Projetos –> Abrir, vá até a pasta MY PROJECTS e abra o projeto do cliente. Depois disso na parte de baixo em gerenciamento de projetos clique sobre o projeto e escolha RECOMPILAR TUDO.

        Raphael D. PILATTI

  4. amigão,
    Sou de são paulo e to precisando de umas dicas a respeito do protheus 10 com sql 2008. se tiver um e-mail podemos conversar. e podemos linkar seu blog com meu site. ou voce pode escrever uns artigos
    aguardo sua resposta

    • Boa Tarde Sandro!
      Sim, o mesmo só muda o programa que faz a conversão, ao invés de MP710TO101 use MP710TO110.

      []’s

      Raphael D. PILATTI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s